segunda-feira, 8 de agosto de 2016

MISTICOS A VISÃO DAS VISÓES

VISÃO DAS VISÕES

Tenho percebido que muitos dos novos convertidos no cristianismo com o co-dinome de "crente", chegam as igrejas sem nenhum conhecimento do mundo da graças e poder do Filho do Homem, mas ao serem batizados, vem a público e começam as revelações de sua vida pregressa, como se algo acrescentassem e seu curriculum de gospel. Primeiro diz que saiu das drogas, do mundo do crack, bebidas e prostituições carnais, dizem foram ladrões, ex-presidiários, traficantes e contraventores, suicidas, homicidas difamadores, lacidipinos e muito mais.
 
Dentro de pouco tempo está falando línguas, pregando e levam muita gente ao centro das igrejas vazias, não falam de Deus, nunca conheceu a Jesus, e o povo veem como um profeta. Nós não mais vivemos o mundo do AT, onde a bravura e heroísmo eram fascinantes valiosos, agora estamos debaixo da graça, onde estão os bodes  e as ovelhas? Como está escrito em Mateus 25:.
 
Quando um homem ou mulher que são religiosos, se convertem a uma igreja evangélica dos dias atuais, é costumeiro serem desprezados pelos lideres focando ao seu sincretismo acético, por não serem um crente ex-bandidos são rejeitados, indo para a edicula do templo enquanto os que vieram sem nada de Deus são exaltados de imediato
.
Já observei isto em muitos ministérios evangélicos de muitos, que nunca souberam nada de Deus e viviam o mundo de Satã, e são recebidos com óleo da unção e conduzido pela sua conversão comparando com os varões do passado (igrejas primitivas), eles tinha um chamado e eram apontados pelo o Espirito Santo, em fase muitos são indicados pelos lideres que veem um líder que podem arrebanhar ovelhas para dizimar e não para salvar, pregam a prosperidade, pregaram sem conhecimento da Palavra e dizem que vinha a caminho e Deus falou com ele para pregar à igreja esta palavra; que sem autoridade no falar pois em muitos não saem a verdade, se não o seu parafraseado genealógico e romântico, geologia de aventuras, e nada de oração, so teofanias.
 
Nas escrituras antigas, falam muito de anjos e demônios, no sistema de crença budista uma das coisas mais difícil é ultrapassar os demônios de sexto céu, muito bem, a palavra demônio ou daimon, originou-se do grego, que significava "poder divino" isso conta em varias outras crenças, que veneravam os deuses, como até hoje o deus grego Olympus, mundialmente chamado e adorado pelo culto das alimpadas de adoração Jogos "Olímpicos". O deus do futebol mundial.
 
Foi o discípulo de Platão, cujo nome era Xenócrates, ele desenvolveu o conceito de Demônios, como é visto nos dias de hoje, e com o vinculo da cultura ocidental (grega), tudo isso passou fazer parte do nosso conceito tradicional de religião no ocidente. Criando o conceito de religião, politica e futebol não se discute.

Olha so o que está acontecendo no mundo de hoje. Estes conceitos, se desenvolveram, que nos livros de Cipriano, um monge do inicio do sec. III, designou como uma legião de anjos do mal, dizendo que foram anjos arrebatados para o inferno, esse pensamento hoje modificado como bom e mal (demônio bom) anjos, (demônio mal) diabo.

O judaísmo juntou o demônio as suas tradições helenístico, nela se reconhece facilmente a influencia masdeísta (zoroastrismo) na existência dos espíritos bons e dos espíritos maus, como uma religião judaica, o cristianismo herdou a crença de anjos e demônios, céu e inferno, assim incorporou fazer parte integrante das suas tradições religiosas. 

Religiosa porque tem o culto de adoração ao Redentor Nosso Senhor Jesus Cristo, no mundo dos Evangélicos Cristãos.
Os místicos tem a certeza da existência de personalidades muito mais evoluídas do que nós, com sua positividade e evolução, agem amorosamente para nosso bem, particularmente quando experimentamos casos de angustia e desespero.
Torna esses seres verdadeiros anjos protetores das nossas necessidades, em contra partida existem seres maus, que faz parte de crenças supersticiosas que vem agindo até nossos dias, cultua os mortos e falam em nome de Jesus, como os espiritas e feiticeiros, para enganar pela falta de conhecimento ilude muitos como chamou o profeta Oséias: Meu povo perece por falta de conhecimento (Os 4:6 e At. 17:11).

O grande filosofo Victor Hugo, em sua obra "Os trabalhadores do mar", faz uma analogia sobre o universo, que existe mais seres celestiais na abobada, que na terra ou nos oceanos, se ficarmos em um lugar sem a devida luz a noite, se olharmos para o céu, veremos animais gelatinoso e ao amanhecer torna-se seres cristalizado-gelatinoso permitindo a visão cósmica de todo o universo
Más isso são outros assuntos para crente misticos e mítico.

Vamos pregar a verdade

Pregamos a verdade não à mentira.
Por que as igrejas de hoje não prega como está escrito nas escrituras, verdade sobre a Palavra de Deus, revendo os textos de pontuação moral, conceito muito distante hoje nas famílias cristãs de todos lugares do Brasil, ou seria uma ameaça eu falar dentro da minha igreja as verdades como o Filho de Deus veio ensinar?

Pastores e pregadores, quando estão dentro da igreja são pessoas humildes, dócil, meiga, cheia de emoções para com os membros, fazem muitos entrarem em prantos e desmaios, quando cai um apenas um, correm todos para fazerem oração de expulsar demônios.

Muitos crentes não conhecem a Jesus Cristo, só veem falar, como diz a musica em plagiar: eu não, nunca só ouço falar! Por que de tudo isso?

Igrejas pregam mais as prosperidades financeiras prometem expulsar demônios se na verdade muitos nem sabe definir o que é demônio ou Satanás, confundem os fieis com palavras soltas ao dizerem, o vingador, destruidor, o irado, sem nenhuma vez explicar-se de onde vem esta ira, esta vingança, Deus também é vingador, Deus também é destruidor.

Na visão de profeta Naum, na sentença contra Nínive ele descreve Naum 1:2 O SENHOR é Deus zeloso e vingador, o SENHOR é vingador e cheio de ira; o SENHOR toma vingança contra os seus adversários e reserva indignação para os seus inimigos. (Nm 1:2)

Jesus veio para ensinar ao seu povo, os incrédulos acreditam em o que não tem explicação exata,  se nós não explicar melhor das Escrituras Sagradas estamos fadados á ignorância da cruz, da morte e ressurreição de Cristo, das promessas com mais de 3500 vezes lembradas nos texto sagrados.

Certo dia eu disse que Jesus tinha ido ao inferno sobre a ordem de Deus tomar o poder de Satanás e depois subiu ao céu, ela (uma membra) disse que eu estava profanando contra o Senhor Jesus, disse-me tenho 12 anos de igreja e nunca meu pastor falou dessa maneira. 

Nós estamos servos para servir, ensinar e não determinar ordem na igreja.

O profeta Oséias fala “Meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. ( Os. 4:6).

Assim sendo ficamos a mercê do inimigo, na nobreza do Espirito Santo de Deus barramos em dificuldades de falta de conhecimento e tornarmos tardio a nossa luta contra as potestades do inimigo, como afirma “Os nobres são chamados, mas tropeçam em seu caminho; apressam-se para chegar ao muro e já encontram o testudo inimigo armado. 

Vejamos os exemplos da Bíblia: Moisés orou com Arão segurando seus braços, quando Josué partiu para a batalha. 

Josué e alguns homens desbarataram o rei Ameleque e todos os seus súditos, por causa da oração no cimo do monte. 

Elias orou, quando Deus derramou fogo e lambeu a água do altar. 
Derrotou quatrocentos e cinquenta profetas de Baal. Ezequias, quando ameaçado por Senaqueribe, se pôs em oração. Vê 2 Reis 19:14: “Tendo Ezequias recebido a carta das mãos dos mensageiros, leu-a; então, subiu à Casa do SENHOR, estendeu-a perante o SENHOR”.

Ele não se acovardou, mas correu para a Casa de Deus. Quando tu tens um problema, é na oração que Deus te dá a solução.

Diz a Palavra: 2 Reis 19:15: “e orou perante o SENHOR, dizendo: Ó SENHOR, Deus de Israel, que estás entronizado acima dos querubins, tu somente és o Deus de todos os reinos da terra; tu fizeste os céus e a terra”.

Um homem, um rei recebeu a ameaça de Senaqueribe, um inimigo diabólico, que ia destruir o reino, que ia matar todo mundo. Ele correu para a Casa do Senhor e orou e veja o que Deus operou com uma oração: 2 Reis 19:35: “Então, naquela mesma noite, saiu o Anjo do SENHOR e feriu, no arraial dos assírios, cento e oitenta e cinco mil; e, quando se levantaram os restantes pela manhã, eis que todos estes eram cadáveres”.

Amanhã, vamos ter aqui uma noite poderosa. E tu vais dizer: Naquela noite de (sexta-feira), o câncer que se levantou vai cair, vai virar cadáver! O tumor vai acabar. O problema cardíaco vai sumir. A crise financeira vai sair da minha vida. A Glória de Deus vem agora, ó Deus, um único homem orou e cento e oitenta e cinco mil se reduziram a cadáver. Um homem orou!
Como a tua oração pode mudar a tua vida e a tua família? Uma oração pode mudar uma nação. 

Por isso o salmista disse no Salmo 121:1-8: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel. 

O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.”.

Prossegue 2 Reis 19:16: “Inclina, ó SENHOR, o ouvido e ouve; abre, SENHOR, os olhos e vê; ouve todas as palavras de Senaqueribe, as quais ele enviou para afrontar o Deus vivo.
Senaqueribe ameaçou, e Ezequias não correu para a delegacia, não procurou o tribunal; ele foi a Deus! Ele disse: “Senhor, Tu és o Todo-Poderoso. Tu és o Deus que falas, que respondes!”
Talvez tu digas: “Mas, Pastor, eu sou a única pessoa salva da minha família. Tenho muitas contradições, muitas oposições. Esse homem tinha milhares de pessoas contra ele. Vê o que Deus fez. 

Link,  http://blogdoministeriocristao.blogspot.com.br

CONDUTORES DE CEGOS Rm 2:19

 

“GUIA DE CEGOS”
Romanos 2:19 “E confias que és guia dos cegos, luz dos que estão em trevas, Instrutor dos néscios, mestre de crianças, que tens a forma da ciência e da verdade na lei; Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas? Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes sacrilégio?

Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei? Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós”.

Você não está impressionado com a grande variedade de ilustrações de nosso Senhor? São muito apropriadas e causam grande impacto!

Aqui, por exemplo, ele usa a capacidade do corpo de rejeitar o que é demais, arvores desarraigada, e um provérbio, para acentuar a sua mensagem.
Tendo os críticos e tradicionais fariseus em mente, ele disse: “Deixai-os”, não lhes deem atenção, porque a sua doutrina é cega e obscurece o coração e, em seguida, termina em desastre.
A forma como Mestre usou essa figura da aflição e fatalidades humanas deve ter impressionado os discípulos. “Condutores de cegos” era uma expressão comumente usada em referencia ao ideal do chamamento de um Rabi. Apostolo Paulo se refere àqueles lideres de Israel como “guia dos cegos” (Rm 2:19).

“Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure. Mas, bem-aventurados os vossos olhos, porque veem, e os vossos ouvidos, porque ouvem.
Porque em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes, (Mt 13:15-17). Jesus porem os denunciou publicamente, ao mostrar que apesar de serem a sua função no sentido oposto; até mesmo a sua cegueira espiritual era agravada pelo fato de que eles próprios tinham optado por tal condição.

“Fecharam seus olhos” (Mt 13:15). Pior ainda, inconscientes de sua cegueira, vangloriavam-se, quando diziam que viam: “Nós vemos” (Jo 9:41).
Muitas vezes citamos o ditado: “O pior cego é aquele que não quer ver”. Quanto ao cego que dirige outro cego, e ambos caem na cova, nosso Senhor, usou um provérbio bem conhecido que expressava o sentido de uma profecia: 

“Disse-lhes uma parábola (profética): Pode o cego guiar o cego? Não cairão ambos na cova? (Lc 6:39). E dizia-lhes uma parábola: Pode porventura o cego guiar o cego?
Não cairão ambos na cova? O discípulo não é superior a seu mestre, mas todo o que for perfeito será como o seu mestre.
E por que atentas tu no argueiro que está no olho de teu irmão, e não reparas na trave que está no teu próprio olho?
Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão.

A cova, aplicada aqui aos fariseus cegos pelo seu próprio preconceito, era uma comparação expressiva com tragédia que haviam enganado, antes e durante a terrível destruição de Jerusalém.
“O que aqueles mestres e outros como eles construíram para si mesmos, foi  um sectarismo amargo,  ilusões selvagens, esperanças infundadas, zelo desvairado e rejeição da verdade, como único meio possível de salvação, e não houve como escapar das consequências de seus atos”.
Como sucedeu em Israel antigamente, acontece também com a igreja de hoje. Pregadores cegos, por causa do modernismo, conduzem os que foram cegos pelo deus desse mundo. Na esfera material nada há tão patético quanto alguém, completamente cego, que tenta conduzir outro cego.
Mas, na esfera religiosa, torna-se trágico quando os que dizem conhecer a verdade são na realidade cegos aos fatos inerentes a ela e, ao vangloriar-se de sua suposta sabedoria, influenciam, por meio de sua mensagem pervertida, os que têm mentes mergulhadas nas trevas.

Sons de Carrilhoes/João Pernambuco ショーロ

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Adonai é nome de Deus

Teologia
Adonai, este nome de Deus está no plural denominado assim na pluralidade das pessoas na Divindade. É traduzido como Senhor, assim como chamamos na Bíblia e mostra uma relação de senhor e escravo, quando usado no possessivo, indica a posse e autoridade de Deus.
A escravidão era uma relação entre homem e homem e não era um mal implacável. Nos tempos remotos da escravidão os bons escravos tinham as alforrias e eram libertos da obrigação com os dono ou senhores, claramente que é uma benção quando Deus é o Dono nos dias de Abraão.
Quando o escravo comprado tinha a proteção e os privilégios não gozado pelos empregados assalariados, os escravos comprados tinham de ser circuncidados  e permissão para participar da Pascoa, más todo escravo comprado por dinheiro, depois que o haveres de circuncidado , comerá dela 'pascoa' ( Ex 12:44).
Adonai é uma palavra singular (Adon) refere-se a homem, aparecem mais de duzentas vezes no Velho Testamento e é traduzida várias vezes como: Senhor, Mestre, Dono. Este nome de Deus é usado pela primeira vez no Velho Testamento em conexão com Abraão, Abraão foi o primeiro a chamar Deus de Adonai.
Abraão como dono de escravos reconhecia Deus como seu mestre e proprietário. Quando Abraão retorna da sua vitória sobre os reis, depois de ter libertado Ló, o rei de Sodoma queria gratifica-lo, mas ele recusou recompensas. E "depois destas coisas veio a palavra do Senhor  (Jeová) a Abraão dizendo: "Não temas, Abraão, Eu sou teu escudo e tua grande recompensa, Abraão disse: Senhor Deus (Adonai Jeová). Ele que possuía escravos reconhecia a si  próprio como escravo de Deus.
JEOVÁ
Este é o mais famoso dentre os nomes de Deus e é predicado, dele como um Ser necessário e auto-existente. O significado é: AQUELE QUE SEMPRE FOI, SEMPRE É E SEMPRE SERÁ. Temos assim traduzidos em Apocalipse 1:4 " Daquele que é e que era e que há de vir.